+55 (11) 3130 6975 | +55 (11) 95481 6647

Mercado de Trabalho

Tendências do mercado de trabalho pós-pandemia
27/10/2020

Tendências do mercado de trabalho pós-pandemia

Tendências do mercado pós-pandemia

 

Quais serão as tendências de trabalho após a pandemia? Como os líderes deverão gerenciar suas equipes? Continue a leitura.

 

Claramente, o mercado de trabalho foi muito impactado pela pandemia mundial. Pudemos observar uma onda de desemprego em massa, péssimos resultados financeiros nas economias mundiais, falência e encerramento das atividades de diversas empresas.

 

Entretanto, existe sim um outro lado da moeda. Durante a pandemia, a maior parte das empresas teve que se adequar para poder continuar executando suas atividades, e com isso, tiveram que se adaptar à uma nova realidade: alterando seus produtos, serviços e formas de trabalhar.

 

Além disso, ocorreu também a aceleração dos processos de Digitalização de empresas de diversos segmentos (B2C e B2B).

 

Sim, as empresas foram duramente impactadas e tiveram que colocar a competência de “adaptabilidade” em prática para poder sobreviver. Mas como os colaboradores dessas empresas foram afetados? Vamos conferir neste artigo quais as principais tendências do mercado pós-pandemia. 

Principais tendências do mercado pós pandemia
 

Tendência 1: O home office veio para ficar, mas será parcial na maioria das empresas

De acordo com a plataforma de recrutamento on-line VAGAS.com, 70% dos profissionais pretendem continuar fazendo home office ao menos três vezes na semana caso tenham a oportunidade. E o que isso significa? Quer dizer que muitos profissionais aderiram bem a tendência do home office e acreditam que ele permanecerá mesmo após pandemia.

 

Inicialmente, até o fim da pandemia, acreditamos que o home office será mantido, até para seguir com certas reduções de despesas das companhias e também para a própria segurança dos colaboradores.

 

Entretanto, acreditamos que o home office não será um formato implementado em todos os casos e nem será adotado em 100% da jornada de trabalho dos colaboradores. O mais provável é que as empresas optem pelo home office parcial. 

O que é home office parcial? 

As empresas vão estabelecer que seus colaboradores devem ir ao escritório de 2 a 3 dias na semana, e o restante dos dias, eles ficarão em casa, em formato de home office. 

 

Para que este formato seja ainda mais vantajoso, será adotado o formato de rodízio, onde os colaboradores serão organizados para ir em determinados dias, para que tenha um limite de pessoas por dia no escritório da empresa, possibilitando a empresa reduzir seus custos com espaço.

Por que as empresas farão home office parcial? 

O home office gera uma certa desvantagem para as empresas quando consideramos fatores relacionados à cultura organizacional.

 

Hoje esse fator é muito trabalhado nas empresas, que costumam oferecer muitas vantagens que melhoram a qualidade de vida e bem-estar dos seus colaboradores, além de momentos e ambientes de descompressão e confraternização. Sem contar ainda daqueles colaboradores que preferem ir trabalhar no escritório ao invés de ficar em casa.

 

Sabemos que todas essas atividades podem ser sim adaptadas para o formato digital e serem aplicadas durante o home office, mas é muito mais complicado para a empresa seguir fortalecendo sua cultura corporativa de forma remota.

 

Então, acreditamos que as empresas dificilmente abrirão mão do aspecto cultural do negócio e manterão o home office apenas em formato parcial. 
 

Tendência 2: Mudanças na forma que entende-se e desenvolve-se liderança

O foco do desenvolvimento dos líderes será outro, pois já que agora o home office ficará mais presente no dia-a-dia dos colaboradores, o formato da gestão de pessoas e liderança precisa ser alterado. 

 

Presencialmente, muitos líderes acabam gerenciando seus colaboradores de forma ostensiva, o que gera um ambiente de insegurança entre os colaboradores e a liderança. A liderança não confia que os resultados sejam atingidos se os colaboradores não estiverem sendo monitorados o tempo todo e o colaborador acaba não desenvolvendo sua autoconfiança.

 

Já remotamente, o estilo de gestão dos líderes precisa ser mais flexível e focado em resultados, em performance, em eficiência, em tempo, etc. Por parte dos colaboradores, eles precisam ser mais independentes e confiantes. Entretanto, como tudo isso pode ser medido e avaliado no trabalho remoto?

 

Por isso, acreditamos que os líderes serão capacitados para focar na gestão por tarefas e entregas e serão ensinados a alterar suas rotinas em torno deste perfil de gestão, que terá foco em resultados.

 

Leia também:

5 dicas de liderança para se tornar um gestor autêntico
 

Tendência 3: Colaboradores que geram mais resultados terão maior destaque

No formato de trabalho presencial, os colaboradores podem trabalham livremente sua afinidade com os colegas e principalmente com os gestores, e dessa forma, aqueles que se dão melhor com as pessoas, acabam ganhando certo destaque (justamente ou injustamente) na empresa. 

 

Com o trabalho remoto, essa situação muda. Os colaboradores que vão se destacar mais são aqueles que realmente entregam e apresentam grandes resultados, afinal, o home office iguala os colaboradores em termos de proximidade.

 

Essas possíveis vantagens por questão de presença física entre colaboradores e líderes, tendem a se diluir, e aqueles que se irão se sobressair são aqueles que mais entregam resultados concretos. 


Tendência 4: Poucos profissionais bonificados e promovidos entre 4Q de 2020 ate 2Q de 2021

Se antes a ideia era dar aumento para colaboradores, distribuir promoções, bonificações e prêmios especiais, tudo isso será dispensado por enquanto. Como a maioria das empresas tiveram que segurar recursos e manejá-los da melhor forma possível, as promoções e aumentos serão mais selecionados neste ano.
 

Isso quer dizer que pouquíssimas pessoas serão promovidas ou bonificadas no último trimestre de 2020, afinal, até o perfil de profissional ideal pode ter mudado dentro de algumas empresas. 
 

Tendência 5: Aumento de movimentações de mercado

Ao mesmo tempo que as empresas tentarão segurar recursos, os profissionais que se sentirem "esquecidos" por essas atitudes das empresas, voltarão a sondar o mercado.
 

Muitos profissionais esperam que em determinado período recebam aumento ou promoção, entretanto, como este ano as coisas mudaram drasticamente, é muito provável que essas melhorias não aconteçam, e por isso, tais profissionais vão retornar ao mercado de trabalho em busca de novas oportunidades. 

 

Se você é um destes profissionais, não deixe de trabalhar em suas soft skills como inteligência emocional e adaptabilidade, pois essas são características muito procuradas nos profissionais atuais. 

 

Quer dicas para ajudar na sua movimentação de carreira? Confira os artigos abaixo:

A importância da inteligência emocional no trabalho

Guia prático para recolocação profissional

Como mudar de empresa para crescer na carreira
 

Tendência 6: Redução de equipes e contratações mais estratégicas

Muitas empresas tiveram que desligar profissionais e por isso, aqueles colaboradores que ficaram, tiveram que se adaptar com uma equipe menor. 

 

Ou seja, acreditamos que daqui para frente as empresas vão apostar em equipes menores, porém, altamente eficientes, elas viram como os colaboradores se portaram neste cenário durante a pandemia, sem contar que equipes menores significam redução de custos para as companhias. 

 

Portanto, acreditamos que no início de 2021, após a avaliação dos resultados do ano e do alinhamento de budget anual, diversas empresas vão abrir vagas novamente e será um bom período para quem busca por uma nova oportunidade e movimentação na carreira. 

Prepare-se para se tornar um candidato mais competitivo com a driverh

Quer se recolocar no mercado ou está querendo mudar de empresa? Então conheça os serviços da driverh.

 

A driverh é uma das melhores consultorias de recolocação profissional do Brasil, com centenas de casos de sucesso. Conheça aqui nossos assessorados que foram recolocados no mercado.

 

Confira nossos serviços de recolocação profissional e esclareça dúvidas com a nossa equipe através de um call objetivo. Entre em contato: contato@driverh.com.br, (11) 3130-6975, (11) 9.5481-6647.

Compartilhar:

Últimos artigos

Recolocação Profissional

Como mudar de empresa em 2021

Recolocação Profissional

Como se Recolocar no Mercado Pós-Pandemia

Recolocação Profissional

Recolocação Profissional de Gerentes

Recolocação Profissional

Como contratar os serviços de Jobhunter

Outplacement

O que é Outplacement?

Recolocação Profissional

Modelo de carta de apresentação

Recolocação Profissional

6 erros fatais que reprovam nas entrevistas

Recolocação Profissional

Dicas para entrevista de gestor

Recolocação Profissional

Qual é o seu ponto forte? Como responder

Recolocação Profissional

Como funciona a Recolocação Profissional

Recolocação Profissional

Como ser aprovado na entrevista final

Recolocação Profissional

Como criar uma rede de networking

Recolocação Profissional

Como usar o Linkedin para procurar emprego

Recolocação Profissional

Dicas para um currículo perfeito

Recolocação Profissional

Os melhores sites de vagas de emprego

Recolocação Profissional

Como funciona um processo seletivo

Recolocação Profissional

Como procurar emprego da forma correta

Recolocação Profissional

Vagas confidenciais: como funcionam?

Recolocação Profissional

Fiquei desempregado, e agora?

Recolocação Profissional

Como ser encontrado por headhunters